domingo, 2 de fevereiro de 2014

PRISONERS




  • Prisoners
  • Prisoners é um filme estadunidense de 2013 dirigido por Denis Villeneuve. O filme é estrelado por Hugh Jackman, Jake Gyllenhaal, Viola Davis, Maria Bello, Terrence Howard, Melissa Leo e Paul Dano, entre outros. Wikipédia






  • Data de lançamento20 de setembro de 2013 (Estados Unidos)



  • Duração153 minutos



  • Lançamento em DVD17 de dezembro de 2013 (Estados Unidos)




  • Na trama, depois que sua filha  de seis anos de idade e uma amiga dela são sequestradas, Keller Dove (Jackman), um carpinteiro de Boston enfrenta o departamento de polícia e o jovem detetive encarregado do caso. Sentindo-se abandonado pela lei, o pai captura o homem que ele acredita ser responsável e começa a torturá-lo em uma desesperada tentativa de descobrir o que houve com as meninas. Gyllenhaal ficaria com o papel do jovem detetive e Bello será a esposa do personagem de Jackman. Maria Bello, Melissa Leo e Paul Dano também estão no elenco.

  • http://omelete.uol.com.br/cinema/prisioners-hugh-jackman-e-jake-gyllenhaal-na-primeira-foto-do-filme/#.Uu523fldXFk


  • Crítica - Prisoners - Liza Brasil

  • Quando a gravação deste filme foi anunciado pelos atores, 

  • não contei tempo e marquei em minha agenda de ansiedade

  • pela estréia. O trailer lançado para divulgação

  • me deixava ainda mais ansiosa pelo momento, e para minha

  • tristeza (não há cinemas em minha cidade), teria de esperar

  • chegar nas locadoras para matar minha curiosidade.

  • Eis que me decepciono. Eu amo Hugh Jackman e acredito

  • ele seja um dos melhores atores dos últimos tempos,

  • sem falar que ele é um dos homens mais bonitos das

  • telonas. Os demais atores também são talentosos

  • e os admiro por outros trabalhos. O fato é que 

  • Prisoners tinha tudo pra ser um ótimo drama, mas

  • mostrou-se demorado demais em seu desenrolar, sem haver

  • essa necessidade. Com um cenário simples, de cidade 

  • calma e pacata, se o ritmo do enredo fosse mantido dentro 

  • de um percurso mais rápido, conseguiria ter prendido

  • muito mais a tenção dos telespectadores. Não apreciei muito

  • a interpretação de Jake Gyllenhaal, sendo que ele tem

  • talento para isso. Mesmo com um ótimo elenco o filme

  • foi salvo pelo talento maravilhoso em interpretação, de

  • nosso eterno Wolverine. Toda frustração, dor, raiva e 

  • tristeza que envolvia seu personagem, foram demonstrados

  • com maestria na pele de nosso amado Jackman.

  • Normalmente assisto um filme do Senhor Jackman umas 

  • trocentas vezes, mas este ficará guardado para ser

  • revisto mais tarde. Ah...sobre o final do filme...não costumo 

  • comentar por aqui...assista e confira. Dou oito estrelas 

  • para Prisoners. 








  • Critical - Prisoners - Liza Brazil

    When recording this film was announced by actors ,

    not told time and marked in my calendar anxiety

    the premiere . The trailer released for publication

    made me even more anxious for the moment , and my

    sadness (no theaters in my town ) , would have to wait

    get the rental for my curiosity .

    Behold disappoint me . I love Hugh Jackman and believe

    he is one of the best actors of recent times ,

    not to mention he is one of the nicest men of

    big screen . The other actors are also talented

    and I admire them for other jobs . The fact is that

    Prisoners had everything to be a great drama, but

    proved too slow in its development , with no

    this need. With a simple scenario , City

    quiet and calm , the pace of the storyline was kept within

    a faster route , could have held

    much the intention of the viewers . Not very much appreciated

    the interpretation of Jake Gyllenhaal , and he has

    talent for it . Even with a great cast the movie

    was saved by the wonderful talent in interpreting,

    our eternal Wolverine . Every frustration , pain, anger and

    sadness that enveloped his character , were demonstrated

    with mastery in the skin of our beloved Jackman .

    Normally I watch a movie from a Mr Jackman

    zillion times , but this will be saved for

    reviewed later . Oh ... about the end of the movie ... I do not usually

    comment here ... watch and check. Give eight stars

    for Prisoners .
  • segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

    O IMPOSSÍVEL

    Lançamento: 21 de dezembro de 2012 (1h54min)

    Dirigido por: Juan Antonio Bayona

    Com: Naomi Watts, Ewan McGregor, Tom Holland (II) 

    Gênero: Drama


    Nacionalidade: EUA , Espanha

    Sinopse


    O casal Maria (Naomi Watts) e Henry (Ewan McGregor) está aproveitando as férias de inverno na Tailândia junto com os três filhos pequenos. Mas na manhã de 26 de dezembro de 2004, enquanto curtiam aquele paraíso após uma linda noite de Natal, um tsunami de proporções devastadoras atinge o local, arrastando tudo o que encontra pela frente. Separados em dois grupos, a mãe e o filho mais velho vão enfrentar situações desesperadoras para se manterem vivos, enquanto em algum outro lugar, o pai e as duas crianças menores não têm a menor ideia se os outros dois estão vivos. É quando eles começam a viver uma trágica lição de vida, movida pela esperança do reencontro e misturando os mais diversos sentimentos.



     CRÍTICA - O IMPOSSÍVEL
    By Liza Brasil

    Olá meu povo...dia escaldante aqui em Sâo Francisco do Sul. Como estou sem coragem de ir até a praia, fico por aqui me resfriando como posso,arcondicionado/geladeira/cerveja/água/piscinadeplástico/ventilador/cadeiranavaranda...ufa! Não é fácil! Bom...a televisão faz parte da minha rotina e filmes são minhas paixões, e essa semana está passando direto este filme. Eu já havia assistido a um tempo atrás, mas 2013 me deixou meio afastada do blog, de tanto trabalho na escola. Sendo assim, deixo aqui minha humilde opinião sobre este relato maravilhoso em sua força, apesar do evento catastrófico que foi o tsunami. Como sempre, críticas de pessoas comuns, como euzinha, fogem os padrões de quem realmente entende do assunto, mas como eu aviso neste blog, é apenas a opinião de quem ama histórias, heróis e tudo o que o cinema me faz sentir.
    O Impossível é um filme talvez até mesmo previsível em suas sequências de cenas, mas quando você visualiza uma determinada situação de sobrevivência, como esta que a história oferece, parece que até então não tínhamos parado pra pensar que tudo pode mudar em nossas vidas de uma hora pra outra. Você passa a torcer pelo sucesso da personagem como se estivesse torcendo por você mesmo, por um amigo querido, e talvez em algum momento você se coloca no lugar das personagens e se pergunta "eu aguentaria tudo isso?". A luta pela sobrevivência não é tão fácil em situações como este momento crítico vivido por pessoas de verdade como eu e você, e o cinema explorou muito bem as emoções dos personagens em todas as cenas. A força interior que o filho mais velho da personagem principal precisou extrair de onde ele nem sabia que existia foi uma lição a muitos adolescentes desmotivados e descrentes de fé. A Certeza, a esperança de um pai de família em reencontrar seus entes queridos, nos leva a refletir sobre outros valores que fazem parte da nossa existência. A solidariedade que surge entre pessoas que nunca se viram, os detalhes na colaboração entre as ações de ajuda e partilha estão presentes neste enredo que envolve o telespectador, já envolvido pela tamanha fúria da natureza.
    Vale a pena assistir. A interpretação de Naomi é sem dúvida maravilhosa e os demais atores cumpriram muito bem seus papéis. Algo interessante que li em um outro blog, foi o de que muito dos figurantes enfrentaram o terror do verdadeiro tsunami. Para quem não lembra, o tsunami de 2004 levou ao desencarne, mais de 220 mil pessoas em 13 países. O tremor de 9 graus na escala Richter foi a causa de uma onda que deixou mais de 1,5 milhão de pessoas desabrigadas. Com certeza dou 10 estrelas para "O impossível"!










    REVIEW - THE IMPOSSIBLE
    By Liza Brazil

    Hello my people ... scorching day here in Sao Francisco do Sul How 'm not daring to go to the beach , I'm here chilling me as I can , aircondition / fridge / beer / water / piscinadeplástico / fan / cadeiranavaranda...ufa ! It is not easy ! Well .. the flat part of my routine and movies are my passions , and this week is going direct this movie . I had seen a while ago , but in 2013 left me half away from the blog , so much work in school . So , here I leave my humble opinion on this marvelous account of his strength , despite the catastrophic event that was the tsunami . As always , criticism of ordinary people , as euzinha , fleeing the standards of those who really understand the subject , but as I notice this blog is solely the opinion of those who love stories , heroes and all that makes the film feel .
    The Impossible is perhaps even predictable in their movie sequences of scenes , but when you view a particular survival situation like this that the story offers , it seems that until then had not stopped to think that everything can change in our lives in a time for another . You shall hope for the success of the character as if cheering for yourself, for a dear friend , and maybe at some point you put yourself in place of the characters and ask yourself " I could handle it all? " . The struggle to survive is not as easy in situations like this critical moment lived by real people like you and me , and the film explored very well the emotions of the characters in every scene . The inner strength that the eldest son of the main character had to extract from which he never knew existed was a lesson to many adolescents unmotivated and unbelievers of faith . The Certainty , hope to a family in rediscovering their loved ones , leads us to reflect on other values ​​that are part of our existence . The solidarity that arises among people who have never met , details on collaboration between the relief activities and sharing are present in this plot that involves the viewer , already involved by such fury of nature .
    Worth watching . The interpretation of Naomi is without a doubt wonderful and the other actors fulfill their roles very well . Something interesting I read on another blog , was that a lot of extras faced the terror of the real tsunami . For those who do not remember, the 2004 tsunami led to disembodiment , over 220 thousand people in 13 countries . The earthquake of 9 on the Richter scale was the cause of a wave which has left more than 1.5 million people homeless . Surely give 10 stars for " The Impossible " !


    terça-feira, 30 de julho de 2013

    WOLVERINE IMORTAL



    Lançamento; 26 de julho de 2013 (2h 6min)
    Dirigido por: James Mangold
    Com: Hugh Jackman, Tao Okamoto, Rila Fukushima mais
    Gênero: Ação , Fantasia
    Nacionalidade: EUA


    Sinopse e detalhes
    Não recomendado para menores de 14 anos 

    Após matar Jean Grey (Famke Janssen) para salvar a humanidade por ela não conseguir controlar os poderes da Fênix, Logan (Hugh Jackman) decidiu abandonar de vez a vida de herói e passou a viver na selva, como um ermitão. Deprimido, ele é encontrado em um bar pela jovem Yukio (Rila Fukushima). Ela foi enviada a mando de seu pai adotivo, Yashida (Hal Yamanouchi), que foi salvo por Logan em Nagasaki, no Japão, na época em que a bomba atômica foi detonada. Yashima deseja reencontrar Logan para fazer-lhe uma proposta: transferir seu fator de cura para ele, de forma que Logan possa, enfim, se tornar mortal e levar uma vida como uma pessoa qualquer. Ele recusa o convite, mas acaba infectado por Víbora (Svetlana Khodchenkova), uma mutante especializada em biologia que é também imune a venenos de todo tipo. Fragilizado, Logan precisa encontrar meios para proteger Mariko (Tao Okamoto), a neta de Yashida, que é alvo tanto de seu pai, Shingen (Hiroyuki Sanada) quanto da Yakuza, a máfia japonesa.

    Crítica - Wolverine Imortal - By Liza Brasil

        Senhoras e senhores é com imenso prazer que descrevo com minhas palavras o que encontrei em Wolverine Imortal. 
         Juro que não esperava ver cenas fortes e marcantes logo de início, mas foi o que aconteceu e sei que vão me achar exagerada, mas a interpretação de Hugh Jackman na cena dentro do poço me causou arrepios. Parecia que eu estava sentindo a sua dor, fiquei impressionada. 
         Ao longo de todos estes meses esperando pelo filme, não conseguia compreender o que fazia a personagem Jean Grey (Famke Janssen) neste filme, mas quando você assistir perceberá que foi necessário para terminar um ciclo na vida de Logan (se é que isto é possível). 
         No mundo dos romances parece que nosso amigo é sem dúvida um conquistador e, sinceramente, pela primeira vez desejei que ele realmente pudesse ter uma vida normal, um amor, um lugar pra viver em paz, por isso torci pelo romance de Logan com Mariko (Tao Okamoto). Mas é impossível ver Wolverine e não sentir o desejo de ver nosso mutante preferido soltar as garras, e mais uma vez ele provou por que é o melhor dos melhores. Não posso deixar de dizer que ao mesmo tempo fiquei aflita com as situações vividas por Logan ao longo da história e isso só indica que a trama do filme conseguiu o efeito desejado nos telespectadores. 
            Novos personagens enriquecem a história, como Víbora (Svetlana Khodchenkova) e Yukio (Rila Fukushima). Yukio foi uma bela anfitriã a Logan e o ajudou nos momentos mais difíceis, já Víbora serviu, ao meu ver, apenas como uma ponte entre Logan e o Samurai, sem grandes emoções.
          Para os mais assanhados, não faltaram peitos nus e o famoso bumbum de fora, que arrancam suspiros na platéia. Achei linda a armadura do famoso Samurai de prata e o visual japonês do filme ficou mais bonito do que pensei que seria. 
         Falando agora de Hugh Jackman, senti que nosso ator está muito mais maduro em sua interpretação de Wolverine, o que se dá também é claro, pelo amadurecimento pessoal. Jackman conseguiu mostrar um Wolverine mais sério, mais machucado emocionalmente, mais animal e ao mesmo tempo mais sensível e carente. Decididamente não consigo imaginar um outro ator interpretando este papel. Sei que um dia, talvez, será inevitável, mas ainda sim Hugh Jackman já terá entrado para a história do cinema como o melhor ator a interpretar Wolverine e vou mais longe, acredito que a próxima geração de atores realizar este papel, ficará intimidada ao fazê-lo, pois terão consciência  que estarão sendo duramente analisados e criticados em sua performance.  Sem sombra de dúvidas Hugh Jackman entrou para a história a muito tempo, gostem ou não, ele é  o cara. Dou mil estrelas para o filme e todo o céu para Hugh Jackman! 














     Critical - Wolverine Immortal - By Liza Brazil

        Ladies and gentlemen, it is with great pleasure that I describe with my words I found in Wolverine Immortal.
         I swear I did not expect to see strong and striking scenes early on, but it happened and I know that I will look exaggerated, but the interpretation of Hugh Jackman in the scene in the well caused me chills. I seemed to be feeling your pain, I was impressed.
         Throughout all these months waiting for the movie, I could not understand what made the character Jean Grey (Famke Janssen) in this film, but when you watch notice that was required to complete a cycle in Logan (if this is possible .)
         In the world of novels seems that our friend is undoubtedly a conqueror, and frankly, the first time he really wished he could have a normal life, a love, a place to live in peace, so twisted by Logan romance with Mariko ( Tao Okamoto). But it is impossible to see Wolverine and not feel the desire to see our favorite mutant hold his claws, and once again proved why he is the best of the best. I must say that while I was afflicted with the situations experienced by Logan throughout history and it only indicates that the plot of the film got the desired effect on the viewers.
            New characters enrich the story, such as Viper (Svetlana Khodchenkova) and Yukio (Rila Fukushima). Yukio was a lovely hostess and Logan helped in difficult times, has served Viper, in my view, just as a bridge between Logan and Samurai without great emotions.
          For more horneys, there were many famous bare breasts and butt out, plucking gasps in the audience. I beautiful armor of the famous Silver Samurai and Japanese visual film was more beautiful than I thought it would be.
         Speaking now of Hugh Jackman, I felt that our actor is much more mature in his portrayal of Wolverine, which also happens of course, for personal growth. Jackman Wolverine managed to show a more serious, emotionally hurt, more animals while more sensitive and needy. Decidedly not imagine another actor playing this role. I know that one day, perhaps, is inevitable, but still Hugh Jackman has already entered into the history of cinema as the best actor to play Wolverine and go further, I believe that the next generation of actors performing this role, will be intimidated by doing it therefore must be aware that being harshly criticized and analyzed in its performance. Undoubtedly Hugh Jackman made history a long time, like it or not, he's the guy. I give a thousand stars for the film and the entire sky for Hugh Jackman!










    domingo, 14 de julho de 2013

    Velozes e Furiosos 6

    Lançamento: 24 de maio de 2013 (2h 10min)
    Dirigido por: Justin Lin
    Com: Vin Diesel, Paul Walker, Dwayne Johnson mais
    Gênero: Ação
    Nacionalidade: EUA

    Sinopse e detalhes
    Não recomendado para menores de 14 anos

    Desde que o golpe de Dom (Vin Diesel) e Brian (Paul Walker) no Rio de Janeiro deixou o grupo com US$100 milhões, os heróis se espalharam pelo globo. Mas a incapacidade de voltar para casa e viver em um lar tornou suas vidas incompletas. Enquanto isso, Jobbs (Dwayne Johnson) esteve perseguindo uma organização de mercenários sobre rodas, um grupo de homens cruéis divididos em 12 países, cujo mentor (Luke Evans) tem ajuda da destemida Letty (Michelle Rodriguez), a antiga namorada de Dom, que ele acreditava estar morta. A única maneira de parar este grupo de criminosos é superá-los nas ruas, por isso Hobbs pede a Dom para reunir um grupo de elite em Londres. A recompensa? Perdão a todos eles, para poderem voltar para as suas casas e tornarem suas famílias completas novamente.




    Crítica Velozes e Furiosos 6 – By Liza Brasil

    Antes tarde do que nunca. Século XXI e minha cidade não tem um cinema para acompanharmos os lançamentos cinematográficos tão esperados pelos fãs deste gênero de entretenimento e cultura. Que eu sou fã do grandão Dwayne Johnson, meus amigos já sabem, mas que eu só parei para conhecer um filme dessa sequência de velozes e furiosos por causa desse homem divinamente lindo, quase ninguém. Graças a ele, descobri um filme bem movimentado. Mas vamos ao que interessa. Filme bem agitado, muitas máquinas, muita ação, cenas impossíveis virando realidade nas telas do cinema, doses de humor, atores carismáticos e muita expectativa. Quem gostou de Velozes e Furiosos 5 com certeza vai gostar deste filme. O desenrolar da história não poupou destruição e muitos pneus queimados, levando os fãs a não desgrudarem os olhos da telona. Atente-se para a nova companheira do agente Hobbs, vc se surpreeenderá. Uma ponta de tristeza me pegou de surpresa, mas não conto, não conto, não conto, você deve assistir e descobrir por si mesmo, sobre o que eu estou falando. Achei o vilão da história o maior sem graça, mas como nem tudo é perfeito minha gente, vamos com calma. Agora cá pra nós...como o meu Deus Samoano é lindo! Ô perfeição da natureza!! Adorei o filme e indico com dez estrelas!










    E A VIDA CONTINUA...


      
     E a Vida Continua...

    Lançamento: 14 de setembro de 2012 (1h 37min)
    Dirigido por: Paulo Figueiredo
    Com: Lima Duarte, Amanda Acosta, Luiz Baccelli mais
    Gênero: Drama
    Nacionalidade: Brasil
    Sinopse e detalhes
    Ernesto (Luiz Bacelli) tem 50 anos e carrega consigo uma tragédia do passado, a qual esconde através de um sorriso bem humorado. Ele conhece Evelina (Amanda Acosta), de 25 anos, ao ajudá-la na estrada, após o carro dela enguiçar. Ambos estão indo ao mesmo hotel e, aos poucos, constroem uma amizade sólida baseada também nas dificuldades enfrentadas ao longo da vida, já que Evelina está machucada emocionalmente devido à infidelidade do marido.



    Crítica - E a vida continua...
    By Liza Brasil

    Como não poderia deixar de ser uma semeadora da doutrina espírita, trouxe uma forma de expor um pouquinho do que acredito, por que não aqui no blog? Mas longe de falar sobre religião, o foco aqui é o filme e mais uma vez deixo minha humilde opinião.
    O grande barato dos filmes espíritas que vem sendo filmados, são a seriedade com que tentam passar ao telespectador uma informação. Mas não se trata de receber apenas a informação, mas sim informação com emoção. Diferente do que se lê nos livros (apesar de que costumo preferir os livros), você vê e imagina de forma mais concreta a ideia que esta sendo passada e se emociona com as situações representadas por atores competentes.  Nesta obra você poderá compreender com mais detalhes, como acontece as reencarnações na família e os motivos que levam nossos inimigos a reencarnarem dentro do nosso lar.
    Sem dúvida uma ótima ferramenta para explicar alguns processos da doutrina espirita.
    Recomendo para todos que desejam conhecer mais do espiritismo, segundo a doutrina de Allan Kardec e para os que apreciam filmes do gênero. Não tão emocionante como o filme de  Chico Xavier, mas recomendo com 10 estrelas.






    Critical - And life goes on ...
    By Liza Brazil

    How could it be a sowing of spiritual doctrine, brought a way to expose a little of what I believe, why not here on the blog? But away from talking about religion, the focus here is the film and once again let my humble opinion.
    The big budget films that have been filmed spiritualists, are seriously trying to pass some information to the viewer. But it is not only receive information, but information with emotion. Different from what we read in the books (although I usually prefer the books), you see and think more concretely the idea that is being passed and is moved by the situations represented by competent actors. In this book you will understand in more detail, as the reincarnations in the family and the reasons why our enemies to reincarnate into our home.
    No doubt a great tool to explain some cases of spiritualistic doctrine.
    I recommend for anyone wishing to know more of spiritualism, according to the doctrine of Allan Kardec and for those who appreciate genre films. Not as exciting as the movie Chico Xavier, but I recommend with 10 stars.